sexta-feira , 24 março 2017
Início > Blog > Artefatos da Ruína (05/07) – Espelho do Orgulho

Artefatos da Ruína (05/07) – Espelho do Orgulho

Opa, oi outra vez! Adoro encontrar com vocês pra esses papos. Pra hoje eu tenho a história de mais um dos Artefatos da Ruína, o Espelho do Orgulho.

Sabe aquele tipo de gente que se vê no centro do mundo? Aqueles que acham que tudo o que acontece é centrado neles? Esse tipo de gente normalmente teve algum contato com um astaroth em alguma fase da sua vida. Astaroth são os demônios do orgulho e vaidade, eles causam esses comportamentos em suas vítimas e se alimentam dos sentimentos negativos gerados por isso. No entanto, um astaroth certa vez teve uma ideia pra gerar cada vez mais orgulho com o mínimo de esforço.

Ele forjou um espelho a partir de um de seus próprios olhos, emoldurando-o em uma estrutura pequena feita a partir de uma enorme escama que arrancou das próprias costas. O sacrifício dele foi enorme, mas os poderes do espelho eram imensos. Ele disfarçou-se como um viajante e deixou que lhe roubassem todas as posses, que na verdade era um pequeno embrulho apenas com o espelho.

O ladrão, ao encontrar o espelho, teve a súbita sensação de que estava destinado a obter aquele objeto. Acreditou sinceramente que o espelho era seu por direito, assim como tudo de bom que pudesse lhe acontecer – como começou a acontecer, pois tanto orgulho lhe deu uma autoconfiança digna do mais intrépido aventureiro. O mais curioso é que ele começava a olhar as outras pessoas com desconfiança. Não importa quem fosse, o ladrão não conseguia mais ver bondade. A única pessoa boa, na mente dele, era ele mesmo. O Espelho jogava essas ideias na mente dele, influenciando-o e estabelecendo uma ligação espiritual entre o ladrão e o astaroth que criou o objeto. E essa desconfiança e orgulho tornaram-se a causa de sua ruína, pois acreditando que nada poderia impedi-lo o ladrão tornou-se aventureiro, saqueando masmorras e derrotando entidades malignas (lembrando aqui: para ele, todos que não fossem ele próprio eram malignos).

O rapaz desafiou o chefe de uma das mais famosas companhias de mercenários da época. acreditando que sua habilidade seria mais do que suficiente e que nem mesmo um golpe o tocaria, ele estabeleceu que o duelo seria até a morte e que o vencedor seria o chefe da companhia. Foi neste momento que o orgulho provou ser seu maior erro: o rapaz nunca havia treinado combate formalmente, acreditando que a sua habilidade natural seria mais do que o bastante, e teve a cabeça decepada em um único golpe após dez segundos do início da luta.

Após o corpo cair inerte no chão, o Espelho (que estava em um dos bolsos) começou a emitir uma curiosa aura mística, que atraiu a atenção do chefe mercenário. Ele recolheu o item e ordenou que se livrassem do corpo. Ao se olhar no espelho, infelizmente, o ciclo da ruína recomeçou.

Espelho do Orgulho – Item Amaldiçoado

Olhar voluntariamente o próprio reflexo no Espelho do Orgulho torna o personagem seu portador. O item não pode ser perdido ou roubado, pois sempre reaparecerá nas posses, e o portador não pode se livrar do item.

O portador do Espelho do Orgulho tem automaticamente atitude Indiferente com todos, acreditando sinceramente ser melhor do que qualquer um em qualquer coisa, que todos são malignos e que ninguém é de confiança. A atitude do portador jamais subirá de Indiferente para Amigável ou Prestativo.

O portador do Espelho do Orgulho recebe um bônus mágico igual a metade do seu modificador de Carisma em CA, todas as jogadas de ataque, testes de resistência e testes de perícia caso esteja atuando sozinho. Esse bônus se acumula com quaisquer outros bônus. Caso esteja em um grupo, o bônus desaparece e no lugar ele recebe uma penalidade igual ao seu modificador de Carisma.

O Espelho do Orgulho pode ser destruído caso tenha portador, tendo 30 PVs e Redução de Dano 15. No entanto, ele é indetectável por meios como Detectar Magia ou Detectar o Mal enquanto tiver um portador. O Espelho só pode ser destruído por Destruir o Mal ou ataques de dano Sagrado, ignorando qualquer outro tipo de dano. Caso o espelho seja destruído, o portador entra em coma durante um número de dias igual à quantidade de dano que sobrou após zerar os pontos de vida do Espelho, despertando ao fim desse período com todas as lembranças do que fez.

O Espelho torna-se automaticamente indestrutível enquanto não tem um portador, emanando uma estranha aura mística irreconhecível que atrai qualquer um que estiver a até 18m dele.

O portador só pode se livrar do Espelho caso alguém conjure um Desejo, Milagre ou destrua o Espelho. O portador jamais fará conscientemente nenhuma dessas ações, pois acredita que não existe qualquer risco ou perigo para si mesmo e que o espelho é inofensivo.

Esse item é capaz de destruir famílias, amizades, todo tipo de relacionamento em questão de horas. É um dos Artefatos mais perigosos!

Imagem de capa: … mirror, mirror… by Phoenix Graphix Studio

Altus Potarium
Viajante das Realidades em Multiverso
Planeswalker, Guardião do Multiverso, Viajante das Realidades e manjador das p*tarias nas horas vagas.
'