quinta-feira , 23 novembro 2017
Início > Review > Não Caia No Sono – Review da Versão Nacional

Não Caia No Sono – Review da Versão Nacional

Agora, enquanto escrevo isso, já passa da meia-noite e eu não consigo dormir. Olhos esbugalhados, nada de sono! O motivo? Estou lendo a versão nacional de Don’t Rest Your Head, que está sendo lançada pela Fábrica Editora com o nome Não Caia No Sono… parece estar funcionando!

Insones e a Cidade Insana

Tudo começou com uma dificuldade para dormir. Talvez você estivesse muito preocupado com alguma coisa, ou talvez apenas tivesse tomando café demais, mas você simplesmente não conseguia dormir e aí… POW!

Alguma coisa aconteceu e você, de repente, se viu na Cidade Insana, com muitos outros insones e pesadelos, monstros, perigos… agora sim, você não pode mesmo dormir, ou morrerá!

Respondendo questões como “o que vem te mantendo acordado?”, “o que acabou de acontecer com você?” e “qual sua jornada?”, entre outras, você define o seu personagem, o seu Insone.

Ser Insone também te trouxe alguns poderes, como escalar paredes, correr muito rápido, calcular de cabeça contas que poucos matemáticos fariam usando uma calculadora científica ou até mesmo voar ou controlar outra pessoa com o poder da mente. Isso deixa tudo ainda mais confuso para o personagem, “de onde isso veio?”. Mas é também por isso que você tem alguma chance de sobreviver aos pesadelos, monstros que o caçam e se alimentam de seu corpo, mente e insônia! Sim, os poderes te ajudam, desde que não se canse e durma, pois se você dormir… ou então, você pode ficar louco, aí você vira um Pesadelo… não sei o que é pior!

Se um Insone cai no sono, os pesadelos o sentem de longe e vêm como formigas no doce. Claro que os seus companheiros Insones podem tentar te proteger até que você acorde… mas isso pode levar dias! Já se você for dominado pela loucura, aí você rasga sua ficha, pois seu personagem vira literalmente um monstro nas mãos do Mestre, e vai ser mais um Pesadelo para dar trabalho para seus antigos companheiros… boa sorte!

Rolando (muitos) Dados

O jogo exige uma certa preparação, já que pede alguns materiais. Cada jogador vai precisar de vários dados de seis faces, o famoso D6, de várias cores (três brancos, seis pretos e seis vermelhos), e o Mestre do jogo vai precisar de dez a quinze dados de qualquer cor e duas tijelas (uma preta e uma branca, ou uma transparente e uma fosca). Todos ainda precisam de trocados, que podem ser moedas de pouco valore, fichas de poker ou qualquer outro tipo de marcador.

Sempre que existe um conflito, o jogador vai rolar seus dados de disciplina (brancos), exaustão (pretos) e alguns dados de loucura (vermelhos) para tentar ter o maior número possível de dados com resultado 3, 2 ou 1. O Mestre também vai rolar um certo número de Dados de Dor, esses vão dificultar um pouco a vida do personagem. Mesmo que o personagem tenha sucesso, deve-se ver qual dado tem maior valor, a disciplina, exaustão, loucura ou dor, e isso vai influenciar em como o personagem reagiu ao conflito.

Logo de cara, eu precisei ler algumas vezes para entender direito isso, mas depois foi bem tranquilo e achei o sistema bem interessante. Bate na questão de vários dados, que muitos jogadores reclamam, mas acho que, por se tratar de dados de seis lados, números pequenos, não é nenhum bicho de sete cabeças… apesar de você talvez encontrar um bicho desses na Cidade Insana!

Pagando um Preço

Nem só de dados viverá um Insone… Sempre que a dor predominar em um teste, o jogador pagará uma moeda para o pode do desespero (escuro), e o Mestre pode pagar moedas do desespero para o pote da esperança (claro), mas apenas no final do conflito. Por sua vez, qualquer jogador pode usar uma moeda de esperança a qualquer momento do jogo, fazendo-a desaparecer.

Ok… mas pra que servem essas moedas?

O mestre pode usar uma moeda do desespero pra adicionar ou remover um seis de qualquer rolagem no conflito (desde que tenha pelo menos um dado daquele tipo sendo rolado e desde que, com essa mudança, dor não predomine), o que pode mudar completamente o conflito, adicionando um sombra ao resultado. Essa moedinha vai para o pote da esperança no fim do conflito.

Já as moedas de esperança podem ser usadas de diversas formas pelo jogador: Se não estiver em um conflito, pode usar uma moeda para reduzir sua exaustão em um, ou remover uma marcação das suas reações; Pode trocar um ponto de loucura permanente por um ponto de disciplina, ao custo de cinco moedas menos os pontos atuais de disciplina; Pode usar uma ou mais moedas para adicionar um resultado 1 à rolagem de disciplina, aumentando seu sucesso.

Ou seja, cada vez que o mestre ganha, ele pode piorar ainda mais a situação para dar uma chance futura de sucesso para o jogador… doido, né?

Enfim…

Não Caia No Sono é um RPG bem diferente, muito baseado na narrativa e focado na exaustão e loucura dos personagens. Sim, eles têm poderes, mas esses apenas servem para aumentar uma ou outra dessas características.

O terror psicológico deve ser bem trabalhado pelo mestre, para que o jogo não fique maçante, afinal de contas, o que deve ser pior que viver numa Cidade Insana, onde você nunca sabe o que é real, nem mesmo você? E não poder dormir… já é um pesadelo!

Sistema
Cenário
Diagramação
Ilustrações

Resultado final

User Rating: 3.75 ( 1 votes)
Oneiros
Autor em Rolando Dados

Formado em Sistemas de Informação, amante de culinária e RPGista desde 1999, mestre desde… nem se lembra, conhecedor e pesquisador de sistemas de RPG, tem o estranho costume de falar sobre ele mesmo na terceira pessoa… o.O


Oneiros on DeviantartOneiros on EmailOneiros on FacebookOneiros on GoogleOneiros on InstagramOneiros on PinterestOneiros on TwitterOneiros on Youtube