quinta-feira , 30 março 2017
Início > Blog > Review – Jadepunk

Review – Jadepunk

Cansado de jogar Dungeons and Dragons? Está procurando um cenário inovador e interessante?

Seus problemas acabaram (Quem entendeu a referência comenta ai!)!!! Hoje eu lhes apresento Jadepunk! 

O cenário de Jadepunk é totalmente diferente do que você já viu em algum RPG. Neste sistema, somos apresentados ao mundo Wuxia, ambientado num universo steampunk.

Neste mundo, a jade não é apenas uma pedra preciosa, ela pode ser refinada, conferindo aos seus usuários poderes místicos! Em razão disso, obviamente, a jade move Kausao, desde sua economia até a indústria.

JadePunk

Em Jadepunk os jogadores estão na cidade de Kausao, o cenário padrão do sistema, por ser o centro do mundo. Localizada sobre os maiores depósitos de jade do mundo (e os únicos veios de jade negro), é o lugar com a economia mais forte. Todos querem alguma coisa da cidade de Kausao, e se alguém nunca esteve lá, provavelmente sonha em visitá-la, durante toda uma vida.

Além disso, na cidade de Kausao existe um governador corrupto, responsável pela instauração de uma lei marcial opressora à população, com nítido intuito de conseguir mais dinheiro. Não fosse isso suficiente, o crime organizado lucra cada vez mais, cabendo a população arcar com todas as consequências destes problemas, somados à constante industrialização.

Apesar disso, em Jadepunk, existe uma força do bem: a Jianghu. Trata-se de uma sociedade informal de artistas marciais e engenheiros de jadetecnologia. Eles lutam pelo benefício dos cidadãos comuns da cidade, entretanto, ninguém definiu, claramente, no que consiste este “benefício” pretendido. Assim, temos que a Jianghu é composta por uma quantidade razoável de almas benevolentes e justas, aliada a chefões do submundo e gangues de rua.

Nós defendemos a justiça, pelo que é certo. Somos poetas e guerreiros, monges e exploradores, curandeiros e engenheiros. Nós enxergamos, e portanto, não podemos ignorar. Nós somos a Jianghu.
— Extraído do Manifesto Xia.

Mas quem é o governador atual? De que nação ele vem?

Independentemente de onde o governador tenha vindo, Kausao será a nação mais poderosa, mas também, a mais opressora ao seu povo. O cenário deixará em aberto essa decisão – origem do governador – tão importante para você e seu grupo. Entretanto, necessariamente, ele é um tirano/ditador, em busca de mais poder, ou seja, ele poderá ser apenas um rico ganancioso, ou então, um mero fantoche nas mãos de algo bem mais grandioso!

Jadepunk

Jadepunk utiliza o sistema FATEfocado em narrativa compartilhada – parecido com o que é feito em Dungeon World – de modo que a cidade de Kausao poderá ser construída, ao mesmo tempo, pelos jogadores e narrador. No jogo, é possível utilizar o sistema FATE básico e o FATE Acelerado .

Jadepunk é um candidato perfeito para quem quer começar a jogar FATE, bem como, para aqueles jogadores que curtem criar o mundo com o mestre. Lembre-se: neste sistema, todos podem criar elementos do mundo, enquanto ele está sendo jogado!

Você pode comprar o Jadepunk AQUI!

É a sua vez de lutar contra as tiranias do governador!

Renan Neto
Jogador de RPG desde 2003, conhecedor de diversos sistemas.
Vim de terras distantes apenas para espalhar o amor e conhecimento pelo RPG.
Estudante de Game design, amante de comidas élficas, e apaixonado por RPGs independentes!
Renan Neto on FacebookRenan Neto on InstagramRenan Neto on Twitter
'