sexta-feira , 24 março 2017
Início > Blog > Terrorismo Gótico e Vampírico estará em alta

Terrorismo Gótico e Vampírico estará em alta

Existem dezenas de tipos de RPG que uma pessoa pode pensar em jogar em uma mesa com os amigos e um trago, mas esse tipo que eu estou prestes a escrutinar (espero que não escrotize) é especialmente dark, gótico e sinistro. Não. Ninguém precisa jogar essa porra em um cemitério fedendo a cadáver, até indicaria jogar com cheiro de velas, álcool e sexo (o que é muitíssimo mais legal) em um lugar seguro e sem vizinhos curiosos e neuróticos. Gritaria, risadas maléficas e gostosas e jogadas que fariam a alma (e a humanidade [caralho, quantos parênteses]) de qualquer um fugir pelo rabo, farão parte dessa aventura de terror psicológico.


download (2)Vampiro: a Máscara
é o nome do jogo. A ideia é que até mesmo jogadores inexperientes podem experimentar essa delícia, mas jogadores mais experientes e, de preferência, não cagalhões ou cheios de preconceito, farão um melhor proveito, como quase sempre. Partindo de um estilo de jogo clássico, com rolês trevosos na idade média em busca da cabeça de demônios, taças de sangue azul e de uns ratos pra matar a fome e dividir com as companhias mortas-vivas e indo até as grandes metrópoles contemporâneas em busca de mais sangue, mais sexo e mais cabeças de demônios (e de anjos), cenas muito sensuais e de muita pressão social com líderes de grupos coorporativos terroristas e cenários horríveis de assassinato, estupro e intestinos humanos decorando tronos sangrentos fazem parte da brincadeira.

Com a narração certa muitos jogadores vão perder o sono e alguns até destilarão seus primeiros absurdos contra a humanidade nessa mesa de jogo onde o Terror é a regra principal e a busca pela redenção pode divertir todo mundo com sacanagens hilariantes. Imaginem a cena! O amigão quer porque quer se livrar da maldição que corre em suas veias e seus parceiros deixam, como quem não quer nada, uma menina virgem de pulsos abertos, seios à mostra e vagina costurada ao lado de seu caixão, logo na hora mais triste da noite, quando todos devem fazer um teste de autocontrole para que não se cometa nenhuma cagada contra a humanidade que se tenta preservar. Bizarro, triste, aterrorizante e dá XP.

that_background_has_3_years_already____by_mequetefe-d7wu0y9Quem sabe os jogadores, ainda humanos, sem a maldição supostamente concedida por Caim infestando suas mentes e corpos mortos, ao entrarem numa boate para se divertir, acabam se deparando com uma bela, belíssima, shemale que tem a capacidade de partir dezenas de homens ao meio com suas unhas negras e faz com que qualquer menininho hétero, recém saído do curso básico de intolerância social se apaixone perdidamente… para sempre, somente para ser castrado sem nenhum cuidado especial com aparelhos limpos ou remédios sedativos para diminuir a dor. Os jogadores o encontram com um sorriso no rosto, com os testículos presos as suas orelhas por fios de nylon como brincos horripilantes e repetindo palavras sem sentido. O frio corre na espinha quando a porta bate e as velas apagam. Calma, é só um joguinho. Quem sabe agora é a hora de tirar a espada e pagar uma de herói. Seria fantástico se você não fosse só um humano de olhos bonitos que tá voltando da faculdade de administração pra tentar marcar um ponto com qualquer pessoa minimamente desejável.

Triturem os ossos de seus inimigos ou acabem enjaulados, humilhados e com fortes ânsias de vômito irl*. Seja mais um líder caótico de corporação maléfica, arruíne os planos de seus inimigos com grupos independentes, anarquistas ou simplesmente obscuros que seguem a agenda de sacrifícios de antiguíssimos mestres egípcios. Busque sua redenção e procure entender conceitos escondidos em livros raros como a Golconda. Tenha medo do sol, tenha medo dos vivos, tenha medo dos mortos e tenha medo de você mesmo. Um teste de rötschreck fcolor_edit_by_mequetefe-d1oco12alho e você vai arrancar as tripas do doce homem que lhe salvou dos estupradores e lhe deu onde morar e o que comer há anos atrás. Um frenesi inesperado e uma granada pode ser jogada por você dentro do carro de seu melhor amigo com ele lá dentro. Gaste um ponto de sangue para fazer sexo, gaste um ponto de sangue para manipular as mentes mortais, gaste alguns pontos de sangue para fechar as feridas de tiro que aquele magrelo mascarado lhe deu depois de lhe pedir a carteira. Divirta-se. Com o roleplay correto, a imortalidade é sua por quantas sessões o grupo tocar. Recomendo que usem lâminas do jeito certo ou sejam muito, muito sensuais.


Sensual e gótico. Dark e aterrorizante.
Encham suas taças de vinho e joguem! Mas não inventem de tomar sangue, crianças. Só se for de algum filho ou filha de Caim muito convincente de olhos prateados e unhas negras com a temperatura corporal de um defunto muito sexy. Mas a terceira vez é sempre muito perigosa.

É um jogo (junto com todos os materiais de apoio) indicado somente para pessoas adultas e de mente saudável. Permita-se, se puder.

 

 Ilustrações por Gustavo Silveira

Zamoth
Espectro cáustico que manja de games sem ser fã das regras. Totalmente fora da meta, com mais respeito ao drama do que aos dados, mas, acima de tudo, RPGista e filósofo de bar.
  • Marcelo De Simone

    de longe meu sistema favorito. Vampiro, seja máscara ou réquiem.

  • Edmilson

    Marcelo, também gosto de Vampiro(seja Mascara ou Réquiem),mas muito mais pela ambientação do que pelo sistema de regras.
    Os cenários do Antigo Mundo das Trevas (Vampire: The Masquerade, Werewolf: The Apocalipse, Mage: The Ascension, Wraith: The Oblivion, Changeling: The Dreaming, Demon: The Fallen, e Hunter: The Reckonig) ainda desfrutam de muitos fãs espalhados pelo mundo. A prova é o sucesso alcançado em todos os financiamentos coletivos lançados até agora nas chamadas “edições comemorativas”. Mas o antigo cenário contava com algumas “fraquezas” que eram de encher a paciência. Regras arrastadas_ eu como GM de GURPS costumava dizer que os combates no antigo Storyteller eram mais lentos que o movimento das placas tectônicas da Terra_ , metaplots que quando se cruzavam geravam falhas de narrativa_ seriam “paradoxos”?_ , um acréscimo absurdo de coadjuvantes desnecessários_ as linhagens de Vampire são o exemplo principal.
    Também vale destacar as ambientações em épocas passadas da história, com um imenso destaque para a linha Dark Ages_ tornando um período da nossa história que já era assustador SEM MONSTROS em algo desesperador…As linhas The Sorcerers Cruzade (para Mago), Wild West (Lobisomem), Victorian Age (Vampiro) e The Great Wars (Wraith) também merecem uma conferida.
    Mas em 2004 veio o Novo Mundo das Trevas com um conjunto de regras bem mais coeso, sem metaplot oficial_ o Novo Mundo das Trevas voltou a ser muito mais pessoal, com mais autonomia para narradores e jogadores_,com habitantes bem mais misteriosos, com mais monstros, ou seja, com mais linhas alternativas de criaturas para os grupos jogarem, com mais ambientações em épocas alternativas_ New Wave Réquiem, Mage Noir, Victorian Lost, Réquiem for Rome.
    Concluindo, o Novo Mundo das Trevas aproveitou-se de muitas das qualidades do antigo cenário e corrigiu a maior parte dos defeitos que ele apresentava. Sugiro a qualquer pessoa que ainda tem ressalvas e nutre preconceitos com o Novo Mundo das Trevas a jogarem. Ele vai surpreender

'