Buscar por listagem!

Perícias

Criptografia/NT

IQ/Difícil
Matemática (Criptologia)-5

Esta é a perícia usada para criar ou decifrar códigos. Pode ser usada em tempo de guerra, em espionagem e até mesmo em negócios de alto risco. Ela abrange todas as técnicas típicas de seu NT, que podem variar desde a substituição primitiva de cifras até o uso de criptogramas que são o que existe de mais sofisticado na área de codificação. O conhecimento de um sistema, código ou cifra específica depende do nível de Permissão de Segurança (pág. 77) e lealdade (nacional, administrativa ou ambas) do personagem. Em muitos cenários, ter qualquer nível de Permissão de Segurança é um pré-requisito para aprender Criptografia.

Considere uma tentativa para decifrar um código desconhecido como uma Disputa Rápida de Criptografia entre a pessoa que decifra o código e aquela que o criou. A primeira deve vencer essa disputa para conseguir decifrar o código. É possível fazer várias tentativas, mas cada uma delas leva um dia inteiro. O criador do código realiza apenas um teste quando criar o código pela primeira vez.

Personagens com a perícia Criptografia podem adquirir uma especialização opcional (pág. 169) para criar ou decifrar códigos (a especialização para decifrá-los costuma ser chamada de “criptoanálise”). Esta perícia normalmente não tem um valor predefinido baseado em IQ, mas existem exceções. Qualquer um é capaz de inventar um código ou cifra simples com um sucesso num teste contra IQ-5. É claro que isso não atrapalha um profissional por muito tempo. Da mesma maneira, qualquer um pode fazer um teste contra IQ-5 para tentar decifrar um código igualmente simples (mas não aquele que for desenvolvido por alguém que tem a perícia Criptografia) utilizando o sistema de Disputa Rápida descrito anteriormente.

Modificadores

Habilidade Matemática (v. Talento, pág. 90). Um computador com o programa apropriado concede um bônus (desde que o PdJ conheça a perícia Operação de Computadores) igual a:

  • +1 para um computador pessoal,
  • +2 para um minicomputador,
  • +3 ou +4 para um computador de grande porte,
  • +5 ou mais para um supercomputador.

O PdJ recebe um bônus de +5 se dispuser de uma amostra do código (com a respectiva tradução) que esteja tentando decifrar. Se a mensagem a ser decodificada tiver menos do que 25 palavras, realize um teste com uma penalidade de -5. O criador do código recebe um bônus pelo tempo que ele gastou: consulte a Tabela de Tamanho e Velocidade/Distância (pág. 550), procure o número de dias na coluna Velocidade/Distância (substituindo “metros” por “dias” e utilize o bônus correspondente).

Esfregue a regra na cara do seu amigo