Desenho de Símbolos†

IQ/Difícil
Especial.

Essa é a arte de traçar símbolos mágicos. Dependendo da tradição mágica a que pertence, o personagem pode gravá-los com uma adaga ritual, desenhá-los com sangue ou pós cerimoniais no chão ou num altar, escrevê-los a tinta, traçá-los no ar com uma varinha mágica ou com os próprios dedos, etc. O personagem deve se especializar em uma determinada tradição mágica.

Nas tradições em que o poder mágico flui do operador, da natureza ou dos espíritos, em vez de ser gerado pelos próprios símbolos, as inscrições geram um foco que ajuda no uso da magia. Faça um teste de habilidade antes de cada rito. No caso de um sucesso, acrescente metade da sua margem de sucesso (arredondada para baixo) ao NH do personagem no próximo ritual que ele for realizar com os símbolos. O valor predefinido desse tipo de Desenho de Símbolos é igual à Magia Ritualística (mesma)-4. Por exemplo, o valor predefinido de Desenho de Símbolos (Vudu) é igual à Magia Ritualística (Vudu)-4 e permite desenhar os símbolos utilizados em rituais Vudu.

Nas tradições em que os próprios símbolos concedem poderes para itens ou locais (ou até mesmo pessoas, no caso das tatuagens), a magia depende diretamente dos símbolos. Faça um teste contra o menor valor entre o NH em Desenho de Símbolos e o NH do personagem para operar o encantamento. Isso é mais comum na magia rúnica. Cada letra do alfabeto rúnico é uma perícia Desenho de Símbolos diferente sem nível predefinido. Por exemplo, Desenho de Símbolos (Runas Futhark) permite traçar as runas utilizadas na magia nórdica.

As tradições mais exóticas têm suas próprias regras; para maiores detalhes, veja o suplemento adequado.

-1 ou mais se o PdJ estiver utilizando métodos não tradicionais para marcar símbolos; -1 ou mais se ele estiver traçando os símbolos em qualquer superfície que não a indicada por sua tradição.

Esfregue a regra na cara do seu amigo